10 Plantas fáceis para cultivar dentro de casa ou apartamento

Nem sempre é fácil escolher a planta que melhor se adéqua a ambientes internos, por este motivo muitas pessoas acabam desistindo de cultivar após fracassar algumas vezes. O primeiro passo para ter uma planta é entender que a maioria delas precisa ao menos de uma janela por perto.

Outro fator importante é saber quando regar sua plantinha. Por exemplo, se você tem suculentas (plantas que acumulam água), não há necessidade de regar todos os dias, de forma geral rega-se uma vez por semana ou uma vez a cada 10 dias.

Quando você tem plantas com folhas grandes e largas, isso “pode indicar” que esta é uma planta que perde mais água para o meio, necessitando assim de regas mais frequentes. Leve sempre em consideração observar sua planta e como ela reage a estímulos luminosos e hídricos.

Para facilitar a vida de quem ainda não tem muita experiência com as plantas, criamos uma lista de plantas que são fáceis de cultivar dentro de casa ou apartamento. Confira!

10- Suculentas: 

Estas são plantas fáceis de cultivar e podem ser encontradas em locais como supermercados e floriculturas por um preço baixo. Geralmente são plantas pequenas e que se adequam a diversos tipos de ambientes. Observe sua suculenta, pois é fácil notar quando estão com sede ou com necessidade de mais luz solar. 

Veja também: 

09- Zamioculca:

Esta, sem dúvidas, é uma das plantas que mais resistem a ambientes com pouca luminosidade natural. É originária da África e muito resistente, com folhas bem verdes e brilhantes. Tornou-se popular entre os brasileiros por sua rusticidade e beleza. Gosta de solo bem drenável e regas regulares, mas sem encharcar. Se você tem pouca luz natural vale apostar nesta planta.

08- Antúrio:

Planta rústica que precisa de pouca iluminação natural, muito boa para cultivar em ambientes internos. Quando se fala de antúrio, a maioria das pessoas logo lembra da planta com folhas verde escuras e flores vermelhas, mas vale lembrar que existem antúrios de diversas cores. Esta espécie gosta de solos com boa capacidade de drenagem (ex: fibra de coco, pedaços de madeira encorporados ao solo) e não exige muita água, podendo ser regada uma ou duas vezes por semana.

07- Lança-de-São-Jorge:

Outra planta bastante rústica que tolera tanto pouca luminosidade quanto locais com sol direto. Isso não significa que a planta poder ser mudada de um local com sombra diretamente para um local com sol pleno. As plantas precisam ir adaptando-se às mudanças, então quando for mudar de local, faça isso aos poucos. As lanças preferem solos mais argilosos, o que faz com que a terra fique molhada por mais tempo e não precise de tantas regas. Espadas-de-São-Jorge podem ser cultivadas da mesma forma que as lanças.

06- Lírio-da-paz:

Com esta planta não tem muito segredo, basta plantar em terra comum adubada e lembrar de regar uma ou duas vezes por semana. Se possível escolha um local bem próximo da janela ou que pegue sol direto pelo menos uma hora por dia. As flores brancas realmente trazem paz para o ambiente!

05- Palmeira-ráfis:

A ráfis ou ráfia é uma das queridinhas quando se fala de ambientes internos e rusticidade. Ela precisa estar próxima de janelas e portas, ter um solo com boa capacidade de drenagem e dependendo do tamanho do vaso ser regada uma ou duas vezes por semana. Pelo fato de serem palmeiras, decoram o ambiente trazendo tropicalidade para as áreas internas.

04- Orquídea phalaenópsis:

Muito queridas por apresentar flores incríveis em diversas tonalidades de cores. Por mais que estas plantas sejam extremamente rústicas, muita gente acaba comprando e deixando a planta morrer. Um dos principais problemas é que, geralmente, elas são colocadas em cachepôs e estes não tem furos na parte inferior para a drenagem da água. O resultado é que a orquídea acaba morrendo por afogamento. Esta é uma espécie epífita, o que significa que costuma viver em troncos de árvore abaixo da copa. Sendo assim precisa de pouca luz solar direta. O segredo para cultivá-la, é posicionar a planta em um local que pegue duas horas luz solar do período matutino (entre 9 e 10 hrs da manhã). A rega deve ser realizada com água corrente de duas a três vezes por semana. Se possível também pulverize água nas folhas, elas adoram. Lembre-se que, de maneira geral esta planta dá sua florada uma vez por ano, então é preciso paciência para a chegada da próxima florada. Existem algumas técnicas de adubação que podem auxiliar na floração, mas vamos deixar este assunto para uma próxima postagem mais específica sobre orquídeas.

03- Singônio:

Planta de sombra extremamente rústica, pode ser cultivada em qualquer tipo de solo e precisa de regas regulares de uma a duas vezes por semana. Houve uma ocasião em que tive de viajar e meu singônio conseguiu aguentar duas semanas sem água tranquilamente. Não precisa de luz solar direta.

02- Jiboia:

Pode ser cultivada na sombra e não é muito exigente com relação a solos e regas. Se desenvolve com rapidez e poder ser utilizada tanto como trepadeira como planta pendente. A jiboia é uma das plantas apontadas para purificar ambientes, trazendo benefícios para qualidade do ar.

Veja também: 10 plantas que vão purificar o ar que você respira e os seus ambientes!

01- Peperômia:

São facilmente encontradas em em garden shoppings e floriculturas. Geralmente são bem baratas e trazem um efeito de cascata muito bacana para ambientes internos. São fáceis de reproduzir por estacas e devem ser regadas pelo menos duas vezes por semana. Não necessita de luz solar direta, basta estar em um ambiente com luminosidade natural.

Imagens via: Pixabay, decoracaodeinterioresepaisagismo, pinterestplanten-kopen, bakker, hometekacasinhacolorida-simone.

Veja mais: 

Ajude a divulgar estas informações, compartilhe com seus amigos!

Escrito por
Mais de Fernando

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.