Estrada Solar é inaugurada na China

Olá, caro leitor

Seja bem-vindo.

Sabemos que a cada ano que se passa a preocupação com o nosso planeta aumenta.

Em uma época de escassez dos recursos naturais e aumento da densidade populacional, nos vemos em meio à busca por novas alternativas energéticas

Desse modo, foi inaugurada na China uma estrada solar.

Essa estrada solar não é a primeira no mundo, pois em 2016 a França já havia criado uma na pequena cidade de Tourouvre, na Normandia. A estrada construída na França se estende por um quilômetro e cobre uma área de 2800 metros quadrados.

Mas afinal de contas, como é feita a estrada solar da China?

A estrada solar da China cobre uma área de 5.755 metros quadrados e possui 3 camadas: concreto translúcido na parte superior, painéis fotovoltaicos no interior e isolamento na parte inferior.

O especialista em engenharia de transporte da Universidade de Tongii, Zhang Hongchao, disse à CCTV que a via é capaz de suportar 10 vezes mais pressão que o asfalto comum.

Segundo Zhang, em um ano a estrada seria capaz de gerar 1 milhão de kWh.

A energia gerada por ela será utilizada para prover a iluminação pública e sistemas para derretimento de neve em estradas, no inverno.

Além disso, estações para carregamento de veículos elétricos serão adicionadas no futuro e utilizarão e energia gerada por esta estrada.

estrada solar

Fonte: Tecnoblog

Todavia, o custo para construção da estrada solar é alto, cerca de 3.000 yuan, o equivalente à 1.500 reais por metro quadrado.

Essa seria a principal crítica em relação ao projeto, pois ele saiu pelo equivalente à 8,5 milhões de reais.

Infelizmente, sabemos que alternativas energéticas não poluentes podem custar bem caro. Entretanto, essa não deve ser uma razão para o impedimento das mesmas.

A China, por exemplo, é a maior produtora de energia elétrica derivada do sol. A capacidade instalada neste país é de 77 gigawatts.

Fonte: Tecnoblog

O trecho inaugurado esta semana é maior que o inaugurado na França. Ele possui 2 km de extensão e é capaz de “converter luz solar em eletricidade e transferi-la diretamente para a rede elétrica” segundo a agência People’s Daily.

O que esperar do futuro?

Esperamos que o futuro nos traga mais inovações, como esta, no ramo energético.

A França foi o país a dar o primeiro passo nas estradas solares, agora vemos a China seguindo o exemplo.

É esperado que cada vez mais países se tornem sustentáveis e busquem por formas energéticas não poluentes.

A tendência é que a população mundial aumente cada vez mais e da maneira como vivemos e utilizamos os recursos naturais hoje, já sabemos que nosso planeta não aguentará por muito tempo.

Portanto, é hora de nos conscientizar e seguir exemplos como estes. Esperamos que logo, logo o Brasil pode trilhar este caminho.

São iniciativas como estas, da França e da China, que nos fazem pensar que podemos sim criar um mundo muito melhor!

 

Fonte: Tecnoblog

Fonte da foto destacada: escolaenergiasolar

More from Patrícia Vieira

Alimentos naturais que chegarão com tudo no próximo ano

O fim de ano chegou e 2018 se aproxima. Com um novo...
Read More