Fantástico: SESC abre inscrições para curso de agroecologia urbana

Agroecologia é um assunto que voltou a crescer muito nos últimos anos, mas o que de fato é agroecologia urbana?

Basicamente é o estudo da agricultura urbana baseado na ecologia, sem a utilização de agrotóxicos. Atualmente, o termo agroecologia pode ser entendido como uma disciplina científica, como uma prática agrícola ou como um movimento social. Nesse sentido, a agroecologia não existe isoladamente, mas é uma ciência integradora que agrega conhecimentos de outras ciências, além de agregar também saberes populares e tradicionais provenientes das experiências de agricultores familiares de comunidades indígenas e camponesas.

agroecologia

“A abordagem agroecológica propõe mudanças profundas nos sistemas e nas formas de produção. Na base dessa mudança está a filosofia de se produzir de acordo com as leis e as dinâmicas que regem os ecossistemas – uma produção com (e não contra) a natureza. Propõe, portanto, novas formas de apropriação dos recursos naturais que devem se materializar em estratégias e tecnologias condizentes com a filosofia-base” Enio Guterres.

A agroecologia urbana é muito importante para a sustentabilidade da cidade e do planeta, nela não temos a utilização de agrotóxicos e acrescentamos créditos à agricultura familiar e seus conhecimentos que foram passados de geração para geração, facilitando a interação social e a preservação do meio em sua totalidade.

market-1558658_960_720

Sabemos que estes conhecimentos serão importantíssimos para o futuro da humanidade, por isso ficamos muito felizes em poder comunicar que o SESC-SP está disponibilizando estas informações para a sociedade.

Sobre o curso:

O curso se propõe a introduzir a agricultura urbana e suas múltiplas potencialidades tanto para a melhoria das cidades e da qualidade de vida de seus habitantes quanto para a redução da demanda de recursos naturais sobre os ecossistemas das áreas não urbanizadas. Sendo esse um campo de estudo e trabalho multidisciplinar, o conteúdo será composto pelo conhecimento científico aplicado à agroecologia e também reflexões relacionadas ao contexto histórico presente no que diz respeito à crise ambiental e à vida urbana. A maior parte das aulas acontecerá em campo, por meio de visitas a hortas em São Paulo, de modo a unir as informações teóricas à vivência prática da agroecologia urbana.

Programação:

16/11 – Apresentação (14h às 16h30)

História da Agricultura Urbana. O que é agroecologia?

18/11 – Centro Cultural São Paulo (10h às 14h)

Botânica para jardineiros e Fundamentos da Agricultura de base Ecológica

Atividade na Horta CCSP. Lanche comunitário.

22/11 – Sistema Alimentar Convencional (14h às 16h30)

Questão agrária. Consumo de alimentos como ato político.

23/11 – Associação dos Agricultores Orgânicos de São Mateus (10h às 16h)

Visita a Associação dos Agricultores Orgânicos de São Mateus, hortas locais e almoço oferecido pelos anfitriões

25/11 – Horta das Flores (10h às 14h)

Mutirão e atividade na horta e agrofloresta. Reconhecimento e trabalho com Plantas Alimentícias não Convencionais. Lanche comunitário.

30/11 – Horta das corujas (10h às 14h)

Roda de conversa sobre voluntariado ou mutirão. Engajamento da comunidade.

Manejo de água na agricultura urbana. Avaliação do curso.

Professores:

André Biazoti, Formado em Gestão Ambiental pela ESALQ/USP. Integra a Articulação Paulista de Agroecologia, a rede Hortelões Urbanos, o Movimento Urbano de Agroecologia (MUDA_SP), e é voluntário na Horta Comunitária do Centro Cultural São Paulo. É animador da Plataforma de Apoio à Agricultura Orgânica na cidade de São Paulo.

Clóvis Oliveira, Formado em Engenharia Agronômica pela FCA/UNESP, com mestrado (UNESP) e doutorado em Ciências Biológicas (USP). É pesquisador do Instituto de Botânica (SP). Colaborador dos coletivos Articulação Paulista de Agroecologia, Rede Agroflorestal do Vale do Paraíba e Movimento Urbano de Agroecologia (MUDA-SP).

Serviço:

Agroecologia Urbana

De 16 a 30 de novembro de 2016, terças, quartas e sextas, das 14h às 16h30. Exceto dia 29/11.

Inscrições a partir de 26/10.

Recomendação etária: 16 anos. Número de vagas: 25.

Investimento: R$ 80,00 (inteira); R$ 40,00 (aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública);  R$ 24,00 (trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciado no Sesc e dependentes).

Tradução em Libras disponível. Faça sua solicitação com no mínimo dois dias de antecedência da atividade através do e-mail: centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br.

Informações e inscrições pelo site ou nas unidades do Sesc no Estado de São Paulo.

Fontes: Wikipedia, Centro de Pesquisa e Formação – SESC.

Imagens: Pixabaynoctulachannel.

Veja também:

Compartilhe este artigo com os amigos!

7 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.