Maior usina de energia solar do mundo já está conectada à rede elétrica

A maior usina de energia solar flutuante do mundo foi recentemente conectada à rede elétrica em Huainan, na China. A instalação de 40 megawatts foi feita por uma grande empresa de energias chinesa, a Sungrow Power Supply.

Segundo wricidades.org, a China é o primeiro colocado no ranking de países que mais emitem poluentes do mundo. O tamanho e o rápido crescimento econômico tornam a China uma importante potência econômica. Mas o desempenho que o país teve até aqui traz desafios enormes, especialmente pelo crescimento populacional. Ela é casa para 20% da população, com 1,3 bilhão de habitantes, e é também o país mais emissor do mundo. Suas emissões, como mostra o infográfico do WRI, vêm principalmente do setor de energia, assim como na maioria dos países da lista. A China emite 8649.8 Mt CO₂ e em energia, equivalente a 20% das emissões globais desse setor. O compromisso do país asiático é começar a declinar a curva de emissões a partir de 2030.

Além de grande emissora de CO₂ a China também é o país que mais gera energia solar. Tem capacidade instalada para gerar 77 gigawatts e pretende instalar mais 110 gigawatts até 2020.

O fato curioso é que a cidade de Huainan sempre foi muito conhecida por suas reservas de carvão, porém esta área de mineração foi permanentemente inundada pelas chuvas, tornando a área inativa para extração. Então a usina de energia solar foi construída sob esta área.

“Estes aparelhos flutuantes liberam terras em áreas mais populosas e também reduzem a evaporação da água”; Enquanto o “ar mais frio na superfície também ajuda a minimizar o risco de atrofia do desempenho das células solares, o que geralmente está relacionado à exposição prolongada a temperaturas mais quentes”, diz a Digital Trends.

O mundo está mudando, porém infelizmente as mudanças ainda não estão no ritmo esperado para que o aquecimento global seja freado. 

Fontes: Sungrow, Inhabitatwricidades.orgDigital Trends.

Veja também:

Compartilhe este artigo nas redes sociais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.